Image and video hosting by TinyPic />

As energias do Feng Shui


Também conhecido como o vigor do Dragão, é a energia que existe e flui por nosso corpo e por todos os lugares que nos rodeiam, incluindo nossos lares. O Chi flui por nosso corpo através dos meridianos da acupuntura. A medicina chinesa nos diz que a enfermidade surge quando o Chi se estanca ou se acelera em alguma região. Práticas como o Tai Chi e o Chi Kunk cultivam a energia vital para manter nosso corpo com saúde e harmonia.
Tudo o que nos rodeia, plantas, minerais, animais e outros seres humanos, tem Chi. Também cada casa tem um Chi que a caracteriza. Nós podemos "perceber" ou "sentir" o Chi de um lugar inconscientemente, quando nos sentimos bem ou mal em um determinado ambiente sem saber exatamente o motivo.
O Feng Shui estuda como o Chi se espalha por nossa casa através dos quartos e corredores, entrando e saindo por portas e janelas. Quando o Chi flui livremente, as pessoas serão mais positivas e desfrutarão de uma existência harmônica. Se o Chi é detido por algum motivo, surgirão problemas na vida cotidiana ou nas metas e projetos de quem vive no local.
Existem duas formas de Chi: o Sheng Chi, o que alimenta, e o Sha Chi, o que debilita e destrói. O Sheng se move em forma ondular e deve ser estimulado. O Sha se move em linha reta ou se estanca e deve ser corrigido.

Fluxo ou bloqueio do Chi Na área externa:* Grandes edifícios construídos muito perto uns dos outros, sem espaço para a luz solar e o vento, o Chi se bloqueia, convertendo-se em Sha.
* Uma árvore ou poste de iluminação bloqueando a porta de entrada de sua casa também produz Sha.
* Uma rua sem saída produzirá Chi na casa que fica ao final.
No interior da casa: * Um espaço muito carregado de móveis e objetos pesados interrompe o fluxo harmonioso do Chi
* A bagunça e a sujeira configuram Chi estancado em qualquer lugar da casa.
* A porta de entrada alinhada com a porta de saída acelera a velocidade do Chi e impede que ele alimente o resto da casa.
* Um hall muito escuro ou deprimente impede a entrada do Chi. A entrada deve estar iluminada e com objetos bonitos, que dêem uma recepção calorosa e acolhedora.

Para perceber o Chi em um ambiente Não é necessário ter um sexto sentido para descobrir como é o Chi de um lugar: basta perceber o ambiente com os cinco sentidos. Confira, abaixo, algumas dicas de como escolher o local ideal para sua casa.
Quando a terra é fértil e vemos árvores frondosas, grama verde e um jardim que floresce, pode-se ter certeza de que o lugar tem um bom Chi. Já a terra gasta pela erosão, árvores debilitadas ou terrenos áridos são avisos de que o local tem um péssimo Feng Shui. Água limpa e com vida, em movimento, traz bons augúrios. A água estancada ou em corrente muito rápida traz justamente o contrário.
Animais domésticos saudáveis mostram bom Chi, já ratos ou cães fracos e de aspecto feio são indicações de mau augúrio. Também devem ser considerados os fatores humanos. O Feng Shui não recomendaria uma casa que esteja ao lado de um lugar cheio de conflitos ou associado à violência, morte ou dor, como um cemitério, um matadouro, um bordel, uma delegacia de polícia ou uma prisão.
Lugares com bom Chi ficam próximos a parques, praças, jardins de infância, espaços culturais como bibliotecas, casas de cultura ou lugares de medicina alternativa e crescimento pessoal.


Fonte: http://vidaeestilo.terra.com.br/esoterico/interna/0,,OI4065470-EI14327,00-As+energias+do+Feng+Shui.html

Nenhum comentário: