Image and video hosting by TinyPic />

Xô, olho gordo!


Imagem: Arte Neli Neto

Não sou de ouvir conversas alheias, até bem pelo contrário, minha postura na vida é ficar bem longe... Não possuo motivação alguma de saber da vida dos outros! No entanto, hoje no almoço, pela proximidade das mesas do restaurante as vozes ecoavam no meu ouvido, impossível não escutar. A pauta era o marido de alguém. Uma delas falou: -“Sim, o cara é mandado, baita mané, faz tudo que ela quer, chega dá nojo”! E a outra concluiu: -“Sim, Adriana, acho que numa poça dágua ele deita no chão pra ela pisar nele e não molhar o sapato”! E as duas, em meio a "risadinhas" seguiram falando mal da tal esposa que tinha um marido “capacho”. A tal Adriana ainda relatou que dia desses brincou com o tal marido que ele era “mandado”, pois nem mesmo um chopinho com os amigos ele se permitia longe da esposa. Talvez fossem até amigas do casal (amigas?), talvez para a infelicidade deste casal elas até freqüentem a casa deles. Sim, infelicidade sim! Como diz Gasparetto, este tipo de brincadeira é veneno sim, é demonstração de inveja! Certamente, as duas são solteiras ou têm maridos ultra machistas, autoritários, rudes, enfim, e elas dariam qualquer coisa na vida pra que aquele marido bom, preocupado com a esposa, afetuoso, fosse marido delas! Mesmo não conhecendo o casal, estou aqui torcendo para que eles fechem a porta de sua casa e mantenham distância desse tipo de pessoa que não suporta ver ninguém feliz! O que elas não sabem é que enquanto não pararem de “urubuziar” a felicidade dos outros elas jamais serão felizes!

By Lu Scheffelbain

Nenhum comentário: