Image and video hosting by TinyPic />

Viva o Momento Presente




"Eu disse que só existe uma única coisa acerca do passado, que vale a pena lembrarmos, o fato de que ele já passou".  (MARK TWAIN)


“Não viva no passado, não sonhe com o futuro, concentre a sua mente no momento presente. Renuncie ao apego ao passado, à ansiedade quanto ao futuro e à ânsia que existe entre eles e atravesse para a margem oposta”, ensinou Gautama Buda.

O que é o apego ao passado? É o desejo – que todos nós temos de vez em quando – de reviver os “bons tempos”. Ou olhar para trás e remoer os erros e fracassos e pensar constantemente em como as coisas “poderiam ter sido”.

O que é a ansiedade quanto ao futuro? É preocupar-se acerca do que poderá acontecer se...

O que é a margem oposta? Veja-a como o lugar onde você deseja estar – um lugar de paz e alegria, onde não exista mais ansiedade. E qual é a ponte que nos pode ajudar a atravessar para a margem oposta? É o arco da nossa atenção.

Uma das leis espirituais mais importantes a lembrar é a de que onde colocamos a nossa atenção, para lá vai a nossa energia. Temos uma determinada quantidade de energia para cada dia. Se uma parte da nossa atenção ficar constantemente voltada para o passado, ou preocupada com o futuro, teremos menos energia para usar aqui e agora.

É como se o rio da vida, que flui através de nós, se bifurcasse em riachos menores. Estes regatos de energia, fluindo para longe do rio principal, podem esgotar todo o poder de que precisamos para realizar a nossa missão de vida. Alimentar raiva ou ressentimento, e não conseguir perdoar alguém – ou a nós mesmos – também nos impede de viver no presente. Achamos que se formos rudes com alguém, estaremos eliminando essa pessoa de nossa vida. Na verdade, a raiva e o ressentimento têm o efeito oposto; eles nos mantêm presos a essa pessoa por um laço cármico e não conseguimos seguir adiante.

Algumas vezes, a pessoa mais importante que precisamos perdoar somos nós mesmos. Sejam quais forem os erros que tenhamos cometido, podemos pedir perdão, fazer reparações espirituais e práticas e considerar os erros como experiências de aprendizado. Certamente que aprendemos com o passado, mas é perigoso viver no passado. É como se diz: “mantenha os olhos na estrada e use o retrovisor só para evitar problemas”. Podemos também acelerar o processo de consumir os nossos registros negativos usando certas técnicas espirituais, como a chama violeta transmutadora – uma energia espiritual, de freqüência muito elevada, que dissolve o carma negativo que possamos ter gerado. Todas as manhãs, os anjos nos trazem o nosso carma daquele dia. Assim que acordamos, o nosso “pacote” de carma já está nos esperando, pedindo para ser resolvido. Por isso, é uma boa idéia fazermos orações de chama violeta pela manhã. Podemos recitá-las durante o banho, enquanto nos preparamos para começar o dia ou mesmo a caminho do trabalho.



4 comentários:

Ivone Poemas disse...

Bom dia amiga, linda postagem, muito bom saber as lições não é mesmo?

“mantenha os olhos na estrada e use o retrovisor só para evitar problemas”.

Eis uma frase verdadeira, rsrs acho que é isso que faço, rsrs!!!

Muito bom essa nossa troca de informações e eu sempre agradeço todos os dias pelas dicas a mim direcionadas pela vida, pois é mesmo pela própria vida que nos dá e tira também se preciso for para o aproveitamento do nosso labor!!!
Beijos amiga,
Ivone.

LU na LUZ disse...

Bom dia, amiga Ivone! O que faço é me cercar de "lições"... Munir minha existência do que possa me construir com bases sólidas... Mesmo sabendo que na vida não há solidez, além dela própria... Quem sabe eu esteja no caminho certo?! Beijão pra ti, minha queridona!

Ivone Poemas disse...

ESTÁ SIM NO CAMINHO CERTO, COM CERTEZA!!!
BEIJOS

Mari Santoro disse...

Olá Lú, tudo bem?
adorei esta postagem! É muito importante "colocarmos a nossa cabeça aonde está o nosso corpo!". Nem sempre é fácil, né? mas tudo na vida é treinamento e eu acho que podemos sim mudar nossas atitudes e sermos pessoas mais evoluídas.
Tive dias em que só questionava o passado e outros dias em que só pensava no futuro...onde isto me levou? a ansiedade e a frustação.
Era como seu eu estivesse sempre vendo o trailer de um filme sem nunca assisti-lo por inteiro. Não percebia o sol, a natureza, os momentos com os meu amigos e com a minha família, etc...depois entendi o poder do momento presente e aprendi a parar e simplesmente SENTIR! assim me tornei mais feliz e fiquei em paz!
beijosssss