Image and video hosting by TinyPic />

7ª Lei de Dharma ou o Propósito da Vida - Deepak Chopra




A palavra dharma significa “propósito de vida”.

Assumimos uma forma física para cumprir um propósito na vida.


É o Divino assumindo a forma humana para cumprir um propósito.


De acordo com esta lei, você tem um talento singular e uma maneira única de expressá-lo.

Existe em si algo que consegue fazer melhor do que os outros.

E para cada talento singular existem necessidades específicas.

Quando essas necessidades se combinam com a expressão criativa do seu talento, surge a fagulha que cria a riqueza.



A lei do dharma apresenta três componentes:

estamos aqui para encontrar o nosso verdadeiro Eu.

Nosso verdadeiro Eu é espiritual.


Não somos seres humanos que de vez em quando têm experiências espirituais.

Ao contrário, somos seres espirituais que crescem através de experiências humanas.

Precisamos descobrir, por nós mesmos, que temos em nosso interior um embrião de Deus ou Deusa desejoso de nascer, de expressar a sua Divindade.

devemos expressar o nosso talento singular.

A lei do dharma diz que cada ser humano tem um talento único.


Ou seja, é único em sua expressão de tão específico que ninguém mais tem um igual ou maneira de expressão parecida. Quando assim é, você perde a noção do tempo.

quando você combina capacidade de expressar o seu talento único e ao mesmo tempo a servir a humanidade, está a fazer pleno uso da lei do dharma.

Agindo assim, não existe a possibilidade de não ter acesso à abundância ilimitada, porque essa é a verdadeira forma de se obter a abundância.


Ela é permanente por causa do seu talento único, da sua maneira específica de expressão, da dedicação aos seus semelhantes, que descobriu ao perguntar-se: “como posso ajudar?” em vez de, “o que vou ganhar com isto?”


“O que vou ganhar com isso?” é o diálogo interior do ego.


“Como posso ajudar?” é o diálogo interior do espírito.


Ao mudar o seu diálogo interior, automaticamente, vai além do ego e entra no domínio do espírito.


Sente-se e pergunte: “O que faria se tivesse todo o tempo do mundo, sabendo que o dinheiro não seria problema?”.


Se a resposta fosse: “continuaria a fazer o que faço hoje”, é porque tem paixão pelo que faz e está a expressar os seus talentos singulares.


Já está em seu dharma.


Descubra a sua Divindade, encontre o seu talento único, use-o para servir a humanidade e você gerará toda a riqueza que quiser e conhecerá a verdadeira alegria e significado do sucesso.


“As Sete Leis Espirituais do Sucesso”de Deepak Chopra


4 comentários:

Hermenêuticas de Lou disse...

Maravilhoso texto... parabéns. Meus cumprimentos. Lou Moonrise.

Eu LU na LUZ disse...

Lou, grata pela visita e pelo comentário! Abraço forte!

Ivone Poemas disse...

Linda postagem amiga, pois é mesmo isso que é a vida, prazer de viver é ser assim como diz o texto, esse ser lindo que é Deepak Chopra, pois ele vive essa experiencia escrita no texto, pois quem escreve para ajudar pessoas sempre o faz de alma, de alma rica, muito rica!!!
Dinheiro? Dinheiro é somente consequencia, pois eu sempre digo:-Quem precisa de dinheiro são meus credores, portanto sempre terei dinheiro suficiente para pagá-los, rsrsr!!!
Beijos minha amiga!!!
Ivone poemas
henristo.blogspot.com

Eu LU na LUZ disse...

Sim amiga Ivone, a vida nos proporciona tudo de melhor... Basta que sintamos verdadeiramente prazer em viver e tudo nos é ofertado em abundância: saúde, dinheiro... Deepak Chopra é um ser lindo sim, alma riquíssima, mente brilhante, é sempre prazeroso ler seus ensinamentos! Beijão pra ti Ivone, desejando uma linda semana!