Image and video hosting by TinyPic />

Foi um prazer ME conhecer!


Imagem relacionada


A quem diga que mudei, não acho que mudei, talvez antes eu nem soubesse quem eu era, tampouco os outros sabiam. Eu era uma mistura de tudo, tinha um pouco de todos e era vazia de mim. Cresci, hoje me sinto inteira. 

O surpreendente é que quando eu me conheci as demais pessoas disseram me desconhecer, disseram que não sou mais aquela. Aquela quem? A que usava a máscara de sorriso fácil para suportar a companhia de pessoas vazias, transbordando maledicência? 

Não quero mais isso pra mim, sou da paz, gosto da tranquilidade do meu mundinho particular. Onde entra somente quem eu quero, quem eu admiro, quem eu sinto amor e, obvio, quem tenho convicção da reciprocidade. Sim eu gosto de respirar amor, de me cercar do mais puro amor. 

Não gosto de hipocrisia, gente dissimulada me cansa. Gente que acha que sabe tudo me cansa. Gente que julga os outros me cansa. Gente que gosta de falar mal dos outros me cansa. Eu gosto das boas sensações, sou intensa no meu sentir, sou atenta ao pulsar da vida, por isso não faria sentido algum eu conviver com quem não me transmite confiança. Meu intelecto não aceita frases decoradas, gosto do improviso, aquela frase que sai da boca na hora da emoção. Gosto do abraço apertado, do beijo estalado, do aperto firme de mão. 

Quando me conheci, descobri uma beleza e uma riqueza indescritível dentro de mim, neste dia todas as lacunas do meu ser foram preenchidas, me deparei com o poder absoluto da vida, o amor próprio. Quando me conheci nunca mais me senti perdida, nunca mais precisei olhar para os lados, porque descobri que dentro de mim existe tudo que preciso, porque dentro de mim existe tudo que é de verdade. Quando me conheci descobri que eu não necessitava me reinventar a cada dia, que eu nasci pronta para viver bem. 

E não tem jeito, a cada escolha que fizemos na vida, há algo que deixamos para trás, a vida é assim. Se eu pudesse pedir algo àquelas pessoas que acham que eu mudei, pediria que me deixassem em paz, pois se eu mudei foi em relação a elas, se eu as deixei é porque elas nunca fizeram verdadeiramente parte de mim e são desnecessárias. 

Para voar não é permitido excesso de bagagem e tem gente que pesa, que nos entorta a coluna, nos impedindo de prosseguir, de evoluir, de sonhar. Hoje eu sou feliz e somente consegui isso ficando longe, me distanciando como que em fuga, de uma tribo ao qual estava inserida, porém nunca pertenci.


By  Lu Scheffelbain

Todas as reproduções, parciais ou na íntegra, devem fazer referência 
ao nome da autora Lu Scheffelbain  e ao blog http://eulunaluz.blogspot.com/


Você já se sentiu assim? Num grupo de trabalho, de estudo ou mesmo na família, já se sentiu alguma vez como um peixe fora d'água, que estava em meio a pessoas muito diferentes de você e desejou se afastar?  Pois é fato, após conseguirmos um certo grau de auto conhecimento, nós conseguimos detectar com mais clareza certas emoções, que a presença de algumas pessoas nos é nociva, nos causa desconforto, explicitamente como um choque de energias. Continuamos a desejar o melhor para o mundo todo, contudo, não conseguimos conviver com todos. 
Conte-me sua experiência, por favor!



3 comentários:

  1. Talvez em algum momento na vida, todo mundo se sinta meio peixe fora dagua, nenhuma família é perfeita, nenhum ambiente de trabalho é perfeito, interagir não é fácil, entendo quem vira ermitão. Abç

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo texto!!
    Hoje para mim, é um dia daqueles,que a gente precisa de um ombro amigo,e tu neste texto acima disseste tudo que eu gostaria de expressar neste momento e o que eu precisar também ouvir.
    LIndo!!!
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir

JUNTOS FORMAMOS UMA CORRENTE DE BONS PENSAMENTOS... PENSAMENTOS SÃO PROJEÇÕES E ECOAM NO UNIVERSO! GRATA PELA VISITA!