Image and video hosting by TinyPic />

Ser OTIMISTA ou PESSIMISTA, a decisão é tua






O autoconhecimento é verdadeiramente o caminho. Quando começamos a dar atenção ao nosso universo interior iniciamos uma nova jornada, uma caminhada muito mais prazerosa. Passamos a apreciar pequenas coisas, coisas estas que antes nos eram imperceptíveis e começamos a entender como a vida funciona. As leis de causa e efeito, o poder da atração, as energias cósmicas... É propriamente um estado de êxtase, de pura contemplação. A vida se torna mais clara no seu todo, conseguimos enxergar a realidade dos fatos, dos comportamentos, dos sentimentos. E mesmo que alguns destes sejam negativos, nada nos desestabiliza, é como se estivéssemos imunizados.

Não importam os sofrimentos de ontem, as lágrimas do passado, os infortúnios vividos... A realidade é hoje, aqui e agora. É a opção que eu fizer neste instante que fará com que eu acorde amanhã e me depare com uma vida feliz, mais feliz ainda que aqui tenho hoje. Por isso não desperdiço tempo tampouco energia, pensando no passado, pensando no que errei ou no que deu errado, no que sofri, no que chorei. Eu sou o hoje, sou o aqui, o agora e o daqui para frente. O ontem ficou lá atrás, submerso em águas profundas, levado pelos tsunamis que tive de enfrentar. 

Eu enfrentei, eu venci e sabiamente o que me fazia mal deixei lá atrás. Afinal, seria muita tolice carregar tanto peso, seria como colecionar fardos, como guardar escombros e quinquilharias no jardim de uma casa linda recém construída. Chega um período na vida que se faz necessário uma faxina geral. Fatos e pessoas que não têm nada a ver comigo, definitivamente não fazem parte do meu mundo atual, do meu mundo feliz, não merecem nem mesmo fazer parte dos meus pensamentos. Guardar desconfortos, magoas e tristezas, conviver com gente que não nos faz bem, é como ter um vaso lindo e dentro dele flores murchas e mal cheirosas, é um despropósito, algo sem fundamento. 

E venci graças a todas as forças benéficas do Cosmos. Sinto-me vitoriosa, abençoada, iluminada! No entanto, não foi um privilégio, foi porque vencer foi minha escolha. Eu optei por ser vitoriosa, decidi ser vitoriosa. Sim, pois eu poderia me colocar “pra baixo”, ser pessimista, me pôr de vítima e abandonar meus sonhos e meus propósitos de vida. No entanto, decidi abraçar a minha causa, arregaçar as mangas e ir à luta. Lutar pelo que  considero importante na minha vida, o bem-estar, a alegria de viver, o otimismo, a perseverança, as pessoas que me são caras.

Não é fácil ser otimista em meio a milhares de pensamentos negativos. Queiramos ou não, a psique de quem está próximo nos afeta. É necessário muita vigília, estado de alerta, um tipo de policiamento, principalmente em nossa mente, já que é a partir dos pensamentos que provém os sentimentos e posteriormente, nossas ações. Temos que ser seguros do que verdadeiramente queremos, nos focar no que desejamos sem titubear, pois um vacilo pode colocar tudo a perder.

Eu creio no poder das orações, dos rituais e creio no poder pessoal que todos temos. Todas as vezes que obtive êxito na vida foi porque eu verdadeiramente me empenhei com alma, coração e mente. Da mesma forma, muitas das vezes que fracassei, foi justamente pelo contrário, me coloquei em desequilíbrio e não lutei nem mesmo em pensamento, assim, eu mesma me entreguei à derrota. A vida é nossa amiga, ela nos dá o que damos a ela. Na verdade, ela nos dá tudo, porém, muitas vezes bloqueamos as coisas boas de acontecerem porque ficamos envoltos em estado de parasitismo, entre queixumes e lamentações... Estado este, nada receptivo. Como receber algo se estamos fechados, se bloqueamos a chegada?

O universo é perfeito, nos oportuniza tudo que necessitamos para um bem viver, contudo, se não estivermos receptivos nada nos será dado. Estar receptivo significa estar equilibrado, tranquilo, em paz, em comunhão com o Cosmos, pois se estivermos com energia adversa bloquearemos o canal que nos liga com as forças cósmicas, as impedindo  de chegarem até nós. Consequentemente, impedindo que ele, o universo, nos presenteie com a infinidade de bênçãos que tanto têm à nos dar. 

PENSE... SER OTIMISTA OU PESSIMISTA É DECISÃO TUA, APENAS TUA!


Por   Lu Scheffelbain

Todas as reproduções, parciais ou na íntegra, devem fazer referência ao nome da autora 
Lu Scheffelbain e ao blog http://eulunaluz.blogspot.com/
 


4 comentários:

Ivone Poemas disse...

Lu,amiga linda!
Amei o texto como todos os que você escreve!
Assim poderá passar a outras pessoas o quanto é mesmo verdadeiro os sentimentos e a vontade de vencer!
A força de vontade se torna realidade, sempre atraímos o que pensamos, portanto é mesmo bem assim como escrevestes!
Abraços amiga querida!

MA FERREIRA disse...

Oi querida Lu z..... Eu sou otimista....sempre...
meu esposo é muito pessimista.... eu só ouço..rs
Meu otimismo deve irritar quem é pessimista...
Por que assim....... eu aprendi la no Brahma Kumaris que mesmo o errado é
certo. Se mesmo o que deu errado é o certo então porque ser pessumista?
Das preocupações que passam por nossa mente, quantas se concretizam negativamente?
Poucas não é?

A diferença entre o pessimista e o otimista é o que ele atrai.
O otimista sempre atrai coisas boas..
Ja com o pessimista..quase td da errado...rsrs

Mas é isso... olha...tem bolo la no meu blog!

bj...saudades

vendedor de ilusão disse...

Que prazer tenho em visitar seu blog...,aqui, sem trocadilho, eu ganho Luz!
Um beijão pra você e parabéns pela mensagem da postagem magnificamente escrita e exemplarmente narrada.

Sanndy disse...

Ui esse blog é a minha cara parabéns esta óptimo vou seguir beijinho