Image and video hosting by TinyPic />

A alma...






A expressão da alma é serena, mansa, sem arroubos ou depressões. A expressão da alma é a expressão da paz, da tranquilidade.

A alma não se exalta, nem se desespera. Expressa-se sempre no mesmo tom, porque ela não busca nem evita nada, não tem que partir nem chegar.

A alma vê e reage ao que vê, sem ter que provar nada, nem convencer ninguém. A alma brinca e vive sempre da mesma maneira. Tudo para ela é vida. A expressão da alma é a mais pura e real expressão do seu eu interior.... O ser interior, quando se expressa, é a expressão da verdade, daquilo que vê, sente, e ouve, sem subterfúgios, sem os jogos sociais.

A alma, quando se expressa, é percebida e sentida, vista e amada. A sua expressão toca fundo nas pessoas, de maneira suave e direta. Tocar as pessoas é um gesto da alma. A máscara, os jogos encontram ressonâncias em outra máscara, em outros jogos. Para encontrarmos a pessoa do outro, precisamos nos expressar com a nossa alma.

Se a sua alma se esconder, ou não se expressar, estará mostrando ao outro que a alma dele também não poderá ser expressa. Então não haverá o encontro curativo. Ele perceberá que junto de si não existem condições para que sua alma se expresse.

Uma vez que evita a sua própria, como então, poderá receber a dele? Só receberá a alma do outro se estiver à vontade com a sua. Só encontrará o outro se antes tiver se encontrado consigo. Só assim o outro poderá existir.

- Deepak Chopra - 



Nenhum comentário: