Image and video hosting by TinyPic />

Calma






Se você está no ponto de estourar mentalmente,
silencie alguns instantes para pensar.

Se o motivo é moléstia no próprio corpo,
a intranqüilidade traz o pior.

Se a razão é enfermidade em pessoa querida,
o seu desajuste é fator agravante.

Se você sofreu prejuízos materiais,
a reclamação é bomba atrasada,
lançando caso novo.

Se perdeu alguma afeição,
a queixa tornará você uma pessoa menos simpática,
junto de outros amigos.

Se deixou alguma oportunidade valiosa para trás,
a inquietação é desperdício de tempo.

Se contrariedades aparecem,
o ato de esbravejar afastará de você o concurso espontâneo.

Se você praticou um erro,
o desespero é porta aberta a faltas maiores.

Se você não atingiu o que desejava,
a impaciência fará mais larga a distância entre você
e o objetivo a alcançar.

Seja qual for a dificuldade,
conserve a calma trabalhando, 
porque, 
em todo problema
a serenidade é o teto da alma, pedindo o serviço 
por solução.



Por ANDRÉ LUIZ

(Do livro "Ideal Espírita", Chico Xavier, FEB)




Um comentário:

Ivone Poemas disse...

Lindíssimas palavras sábias que se bem compreendida muda toda a nossa vida, pois é amiga, os "amigos espirituais" sempre veem mais à frente e estão sempre dispostos a nos ajudar, eu que o diga, os "vejo" nem sempre do mesmo jeito, acho que para testar meu poder de "focar" e perceber, postei um poema de agradecimento bem do jeito que é, "meus amigos espirituais" aparecem pra mim de diversas formas, rostos diferentes em momentos tão rápidos que se não fico atenta passa e perco a mensagem, mas sempre em momentos que preciso, já percebi isso!
Amiga, é linda a vida, muito linda mesmo!!!
Abraços
Ivone